Nota de repúdio da Procuradoria da Mulher contra ataques racistas sofridos pela vereadora Carol Dartora

"Não podemos nos calar, nos amedrontar diante das tentativas covardes de constranger, perseguir e ameaçar uma mulher, eleita democraticamente e que tem representatividade e atuação política."

A Procuradoria da Mulher (ProMulher) da Câmara Municipal de Curitiba (CMC) manifesta repúdio aos ataques racistas e discriminatórios que a vereadora Carol Dartora (PT) vem sofrendo pela internet desde o último sábado, 5 de fevereiro.

Primeira mulher negra eleita na história deste Legislativo e terceira candidata mais bem votada nas eleições de 2020, Dartora não só tem sofrido ataques racistas mas também uma sufocante violência política. Isso é crime, estabelecido pela lei federal 14.192/2021.

Não podemos nos calar, nos amedrontar diante das tentativas covardes de constranger, perseguir e ameaçar uma mulher, eleita democraticamente e que tem representatividade e atuação política.

Carol Dartora é procuradora-adjunta da Mulher de Curitiba, negra, professora, feminista, vereadora e merece respeito. Liberdade de expressão, garantida pela nossa Constituição Federal, não é direito à ofensa.

Procuradoria da Mulher da Câmara Municipal de Curitiba, 10 de fevereiro de 2021.

Reprodução Instagram ProMulher

Publicado no Instagram
https://www.instagram.com/p/CZzcWZUlbed/

Address
304 North Cardinal St.
Dorchester Center, MA 02124

Work Hours
Monday to Friday: 7AM - 7PM
Weekend: 10AM - 5PM