Manifesto de apoio à pré-candidatura de Carol Dartora para deputada federal

Carol com Lula em Curitiba Foto: Giorgia Prates

“E o silêncio escapou ferindo a ordenança e hoje o anverso da mudez é a nudez do nosso gritante verso que se quer livre.”

Conceição Evaristo

Sabemos bem quem mandou matar o Brasil. A política tradicional que vampiriza o nosso país colocou a barbárie no cotidiano, tratando das tristezas e tragédias dos trabalhadores como uma trupe de trogloditas. E nesse trá-trá-trá das suas arminhas, metralham nosso futuro e governam apenas para si mesmos. Afundaram o país em uma cultura de ódio e descompromisso com a democracia que naturalizou a violência. E agora os sobreviventes desse desastre reviram as cinzas de um Brasil que queimou, definhou e, por um momento, quase desapareceu.

Mas ainda há tempo. Há quem traga no peito a bravura e a firmeza de fazer o que nunca foi feito neste lugar, e explorar possibilidades de mundo onde o pobre esteja na conta; há quem faça mudar pra valer. Na capital do Paraná, ecoou um clamor coletivo que agora pode levar as cores da novidade a todo o Brasil.

A pré-candidatura para deputada federal de Carol Dartora nos traz a certeza de que é possível fazer melhor quando se tem projeto e perspectiva. Foi sem dar trela para o “Velho que finge ser Novo” que vimos o mandato da primeira vereadora negra da história de Curitiba fazer o impossível começar a ser possível, com a confiança que depositamos nessa caminhada de luta.

Assistimos Carol bater de frente com a camada mofada da velha política em Curitiba, e como deputada federal sabemos que poderá ser a chave de um projeto coletivo de construção de uma nova cultura política e de libertação da classe trabalhadora, das silenciadas e oprimidas.

Esta pré-candidatura certamente não vem de um vazio solitário. Carol Dartora trouxe uma fonte de água doce para o deserto da política paranaense, e pode fazer ela correr do Oiapoque ao Chuí. Ela carrega consigo uma política para uma deputada federal radicalmente humana, para dar voz ao diferente, devolver nossa vontade de viver, valorizar a soberania nacional e o funcionalismo público, defender a vida das mulheres, das negras e negros, dos LGBTQIA+ e dos povos e comunidades tradicionais, para agir sobre as urgências da crise climática e do meio ambiente, e trilhar o caminho para fora da fome e da miséria. É a volta do cipó de aroeira no lombo de quem mandou dar.

É hora de dar vez às narrativas jovens, de mulheres negras e que trazem consigo a mudança na raiz. É no encontro das nossas lutas que nasce a rebeldia, e é nela que afrontaremos os sistemas criados para aprisionar nossos corpos, para enfrentar o ódio autoritário que tenta calar nossas vozes, para clamar como Conceição Evaristo para que as balas perdidas percam o nosso rumo e não façam do corpo nossos, os nossos filhos, o alvo, e para que tenhamos a garantia de viver e viver bem.

Tenham a certeza de que a alegria está logo ali, e ela depende de nós para arregaçar as mangas e tomar a responsabilidade de mudar o Brasil. Mas essas linhas não são um discurso ganha-voto para cair no esquecimento, e sim um convite a organizar, lutar e transformar. O Brasil das muitas e muitos que sonham acordados está do nosso lado.

Por isso, apoiamos a pré-candidatura de Carol Dartora para deputada federal.

Carol Dartora

Carol Dartora

Vereadora de Curitiba. Filiada ao PT. Primeira mulher negra eleita vereadora na história de Curitiba. Terceira candidata mais votada em 2020, com 8.874 votos. Professora de História e mestre em Educação. Feminista negra, militante do movimento negro e da Marcha Mundial das Mulheres.

Address
304 North Cardinal St.
Dorchester Center, MA 02124

Work Hours
Monday to Friday: 7AM - 7PM
Weekend: 10AM - 5PM