Com Bolsonaro, grupos de ódio cresceram 600% no Brasil

Vereadora Carol Dartora alerta que extremistas se escondem atrás de discursos como da defesa da família e da moralização da política

A vereadora Carol Dartora (PT) comentou a invasão e as agressões de grupos nazistas à Câmara Municipal de Porto Alegre, registrada na tarde de ontem (20). Em entrevista para o programa Giro das 11, da TV Brasil 247, ela lamentou o ocorrido e destacou a relação entre Bolsonaro e o aumento do número de grupos de ódio no Brasil.

“Não é de hoje que a gente vem denunciando essa ligação esdrúxula do bolsonarismo com o neonazismo. Tem um artigo da antropóloga Adriana Dias que demonstra isso. Ela mostra que desde a aparição de Bolsonaro na cena pública, as células neonazistas e grupos de ódio cresceram 600% no Brasil, se disfarçando nos discursos de combate à corrupção, de moralização da política, de defesa da família, fundamentalismo religioso e bolsonarismo”, comentou.

Na avaliação de Carol, a situação não é muito diferente na capital do Paraná. Segundo a vereadora, Curitiba é a terceira capital do país com maior número de células neonazistas. “Então fica essa dica para quem quer perceber um pouco mais do que está na subjetividade desses discursos de ódio, para perceber o quanto isso é racista, misógino. Então fica aqui a minha indignação”, completou.

Clique neste link para assistir a íntegra da entrevista.

Em protesto contra a proposta de passaporte da vacina, grupos apoiadores de Bolsonaro e mostrando cartazes com símbolo nazista invadiram a Câmara Municipal de Porto Alegre na tarde dessa quarta-feira (20). Segundo informações divulgadas pela imprensa, os manifestantes provocaram uma confusão generalizada e agrediram vereadores. Confira no vídeo abaixo.

Address
304 North Cardinal St.
Dorchester Center, MA 02124

Work Hours
Monday to Friday: 7AM - 7PM
Weekend: 10AM - 5PM