Aprovada sugestão para prefeitura reformar o Bosque do Trabalhador

Pedido da vereadora Carol Dartora foi apresentado após ela constatar sinais abandono da unidade localizada na Cidade Industrial de Curitiba

Um requerimento da vereadora Carol Dartora (PT), pedindo a revitalização e a reforma do Bosque Municipal do Trabalhador (205.00194.2022), foi aprovado pelo plenário da Câmara Municipal nesta segunda-feira (13). A unidade fica na Cidade Industrial de Curitiba.

Em fiscalização realizada no local, a vereadora identificou sinais de abandono como calçadas em péssimas condições, falta de acessibilidade e ausência de iluminação pública em algumas áreas do parque.

Também foi identificada falta de mobiliários urbanos como bancos, lixeiras e até mesmo placas informativas que orientem o uso da praça, como as trilhas que existem para passeio dentro do bosque.

“Diferente de outros bosques que a gente tem no eixo central da cidade, esse está em completo abandono do poder público”, comentou Dartora. A vereadora destacou ainda que o pedido também tem o objetivo de fazer a “denúncia de que a cidade tem que ser para todas as pessoas”.

“Não é justo que alguém que está lá na Cidade Industrial de Curitiba, se quiser passear num parque tenha que atravessar toda a cidade para encontrar os parques que são mais privilegiados, que estão nos bairros mais ricos e que, portanto, tem manutenção e estão muito bonitos e embelezando a cidade”, disse.

As indicações representam um instrumento legal, referendadas pelo plenário, mas não tem o poder de obrigar o prefeito a executá-las. Contudo, funcionam como um importante instrumento de pressão dos vereadores para que o chefe do Executivo atende demandas solicitadas pela população.

Qualidade de vida

Os parques urbanos surgem como um reflexo da organização europeia, em que as elites emergentes pautavam uma construção urbana aos modelos franceses e ingleses, no entanto, a partir do início do século XX, os parques urbanos passam a tomar propostas em que este espaço não deveria cumprir apenas a função de socialização e áreas de lazer para a população, mas assumir locais que tornam as cidades cada vez mais saudáveis.

Estes espaços, além de cumprir uma função estética e de lazer, cultural e esportiva, garantem uma maior integração com ecossistema e sua manutenção, visando o equilíbrio, a preservação de grandes bosques e áreas naturais com o avanço da urbanização. Dito isto, os parques urbanos que integram a natureza trazem às cidades grandes melhorias em relação a qualidade do ar, redução da poluição sonora, visual e a diminuição de altas temperaturas.

Imagem padrão
Carol Dartora
Vereadora de Curitiba pelo PT, primeira mulher negra eleita para a Câmara Municipal da capital do Paraná. Professora de História, mestre em Educação, militante da Marcha Mundial das Mulheres e do Movimento Negro, secretária da Mulher Trabalhadora e dos Direitos LGBTI+ na APP-Sindicato.